Dentro da sua mente…


Retirar o punhal by lucasnietzel
abril 5, 2008, 8:57 am
Filed under: textos | Tags: ,

Como retirar o punhal que está todas as noites fincado dentro de mim?
Quando penso que as feridas estão fechadas, olho e percebo que elas estão mais abertas que nunca.
Talvez nunca se fechem…
Gela-me o sangue viver assim.
Não somente neste momento
Rasga minha alma encarar todo este sofrimento
Convivo com ele desde meu despertar até ao sono profundo do meu ser
E quando o alcanço, mesmo durante este sono
A dor invade-me e me faz sofrer.

Sou muito jovem para morrer, você pode até falar
Mas é difícil, muito difícil poder gritar
Os sinos tocavam
Enquanto me prostraram de joelhos
De joelhos permaneço até hoje…

Com o corpo gelado e trêmulo
A boca calada
Fecho com força meus olhos
Me esforçando a acreditar que não vai me acontecer nada…
Você se questiona porque eu não me esqueço
Mas isso vem até mim todas as noites
As lagrimas caem
O sangue escorre
Mas eu ainda de joelhos permaneço

Por que tenho sempre que chorar
E sentir muita vergonha de mim
Porque tenho que estar sendo machucado
Enquanto você nada vê
Mesmo estando ao meu lado

Estou cansado de morder meus lábios
Para suportar a dor
Cansado de tentar sorrir
Para amenizar o horror

Como posso pedir ajuda
Para estas cicatrizes fechar
Não consigo mais me proteger
É tão fácil atacar, tão simples julgar…
E em todo estes anos ninguém se pôs no meu lugar

Como retirar este punhal que está todas as noites fincado em mim?
Como não buscar a definitiva paz
Quando mal posso respirar?
Como retirar este punhal que está fincado em mim
Melhor a morte
Do que viver assim…

Por: Lucas Nietzel

Anúncios