Dentro da sua mente…


Retirar o punhal by lucasnietzel
abril 5, 2008, 8:57 am
Filed under: textos | Tags: ,

Como retirar o punhal que está todas as noites fincado dentro de mim?
Quando penso que as feridas estão fechadas, olho e percebo que elas estão mais abertas que nunca.
Talvez nunca se fechem…
Gela-me o sangue viver assim.
Não somente neste momento
Rasga minha alma encarar todo este sofrimento
Convivo com ele desde meu despertar até ao sono profundo do meu ser
E quando o alcanço, mesmo durante este sono
A dor invade-me e me faz sofrer.

Sou muito jovem para morrer, você pode até falar
Mas é difícil, muito difícil poder gritar
Os sinos tocavam
Enquanto me prostraram de joelhos
De joelhos permaneço até hoje…

Com o corpo gelado e trêmulo
A boca calada
Fecho com força meus olhos
Me esforçando a acreditar que não vai me acontecer nada…
Você se questiona porque eu não me esqueço
Mas isso vem até mim todas as noites
As lagrimas caem
O sangue escorre
Mas eu ainda de joelhos permaneço

Por que tenho sempre que chorar
E sentir muita vergonha de mim
Porque tenho que estar sendo machucado
Enquanto você nada vê
Mesmo estando ao meu lado

Estou cansado de morder meus lábios
Para suportar a dor
Cansado de tentar sorrir
Para amenizar o horror

Como posso pedir ajuda
Para estas cicatrizes fechar
Não consigo mais me proteger
É tão fácil atacar, tão simples julgar…
E em todo estes anos ninguém se pôs no meu lugar

Como retirar este punhal que está todas as noites fincado em mim?
Como não buscar a definitiva paz
Quando mal posso respirar?
Como retirar este punhal que está fincado em mim
Melhor a morte
Do que viver assim…

Por: Lucas Nietzel

Anúncios

4 Comentários so far
Deixe um comentário

O que aconteceu pra abrir essa ferida tão grande no seu coração? =/

Comentário por vx7

Meu deus quem é esse homem…rsrs

Comentário por Nubia

Muito profundo e revelador!!!

Gostei

Comentário por pekena

As vezes gritamos desesperadamente, na esperança que alguém nos ouça, porém percebemos que ninguém ouve nossos pensamentos, que na verdade nossas palavras ecoam no som do silêncio.

Comentário por Cide




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: